segunda-feira, 8 de novembro de 2010

HISTÓRIA DA IBCOR: o pastorado Miqueas da Paz Barreto


Capitulo X
O Pastorado Miqueas da Paz Barreto

O Pastor Miquéias da Paz Barreto, pastor efetivo da IB da Concórdia (1980), assumiu interinamente, em 27 de junho de 2004, o pastorado da IBCOR para ajudá-la a caminhar até que o Senhor da Seara indicasse o seu novo obreiro.

O PROCESSO SUCESSORIO. A IBCOR, após a posse do Pr. Miqueas Barreto, elegeu uma Comissão para conduzir o Processo de Sucessão Pastoral e propor solução à Igreja. Houve a sugestão de nomes de pastores da denomi-nação e feita uma triagem das indicações, passando a Comissão a trabalhar, fixando o perfil do obreiro a ser convidado e examiminando cada indicação e fazendo os contatos.


COMEMORAÇAO DO CENTENÁRIO. A IBCOR, em 22 de maio de 2005, aprovou a programação
comemorativa do Centenário, incluindo a elaboração da logomarca do Centenário e da homepage da Igreja; a promoção do Encontro de Corais Masculinos; a restauração da Galeria dos Pastores da IBCOR, incluindo as fotografias que faltam (Antonio Marques, José Pedro, Robert Pettigrew, Flavio Germano e Miquéas Barreto); a realização de cultos de Vigília e de Cultos cantados; Edição de uma Bíblia Comemorativa do Cente-nário, personalizada com logotipo, fotografia e histórico da Igreja; a Edição de livro narrando Os 100 Anos da História da IBCOR, escrito por Francisco Pereira; a realização de conferências evangelísticas e doutrinárias, no período de 6 a 15 de novembro de 2005, com os Pastores Tércio Ribeiro de Souza (PIB Maceió); Sandrino Siqueira , Roberto Amorim de Menezes, Amauri Munguba Cardoso (ex-Pastor da Igreja), Flavio Germano de Sena Teixeira (ex-Pastor da Igreja), Salomão Bernardes, Miqueas
da Paz Barreto (Pastor titular interino); homenagens ao Pastor titular e aos ex-Pastores, titulares e interinos, ao ministro de Música e aos ex-ministros diretores) de música da Igreja, ao ministro de educação religiosa e aos ex-ministros de música da Igreja e, finalmente, ao ministro de evangelismo e ação social e ao ex-ministro da juventude da Igreja. Além destas atividades, foram lançados alvos desafiadores para os vários Ministérios da IBCOR. Realizada exposição de documentos e fotografias e simpósio na ocasião dos cultos comemorativos do Centenário.

O projeto de construção do Templo
do terceiro milênio.
Neste ano do Centenário, a IBCOR decidiu ampliar as
instalações físicas do Templo, aumentando sua capacidade.
Neste sentido, foi contratado o escritório de arquitetura de
Wamberto Gouveia para apresentar de projetos que atendam
suas necessidades, presentes e do futuro, estando as opções
sendo analisadas pela IBCOR para decisão em breve.
No momento em que escrevemos este texto, as opções apresentadas
pelo arquiteto estão sendo discutidas pela Igreja.

Dados biograficos. Miqueas da Paz Barreto.
Nasceu em Moreno (PE), filho de Maria da Paz e de
Genaro de França Barreto. Viúvo de Lúcia, com quem teve
dois filhos – Miqueas Filho e Lucio –, casou em segundas
núpcias com Dione Barreto, médica. O casal tem os filhos
Keren Hapuche, Melquisedec, Felipe e Graça, alguns já casados,
que já deixaram o ninho dos pais. Eles continuam arranjando
os filhos do coração, educando-os e encaminhando-
os na vida. Miquéias da Paz Barreto é sobrinho-neto do
Pastor Manuel Corinto Ferreira da Paz.
O Pastor Miquéias da Paz Barreto converteu-se na Primeira
Igreja Batista de Bento Ribeiro (RJ), pela instrumentalidade
do Pastor José Lins de Albuquerque. Atendendo
à chamada para o Ministério, ingressou no Seminário Teológico
Batista do Norte do Brasil, concluindo o curso em
1968. Exerceu o seu Ministério nas Igrejas Batistas de Palmeira
dos Índios (AL), de Cachoeiro do Itapemirim (ES),
Arapiraca (AL) e mais duas dezenas de Agências do Reino de
Deus, nos Estados de Pernambuco e de Alagoas e na África.
Obreiro dedicado ao Evangelismo e Missões, tem sido
orador habitual de conferências em igrejas nos vinte e sete
Estados da Federação. Serviu, durante alguns anos, como
missionário na África. É participante ativo da obra denominacional,
servindo em vários setores da Convenção Batista
115
Brasileira (CBB) e na Convenção Batista de Pernambuco
(CBPE), nas quais ocupa, entre outras funções, uma Vice-
Presidência.
O Pastor Miquéias da Paz Barreto é um herói da fé. As
experiências e provações por que tem passado, inclusive na
sua vida física, quando uma moléstia grave o atinge no fígado.
Nessa ocasião, passou a depender exclusivamente da providência
divina e a Ela se entregou. Hoje, transplantado, renovado
na carne, continua trabalhando na Seara do Senhor, servindo
ao seu semelhante. Homem de grande visão e de maior
coração, criou os filhos que Deus lhe deu e adotou como filhos
os que a vida lhe trouxe. Ainda dirige a Cidade Evangélica
dos Órfãos, instituição de abrigo a menores, fundada
por seu pai e onde ele dá continuidade a essa tarefa, de forma
alegre e prazerosa. Participa, como conselheiro, de órgãos de
assistência a jovens e adolescentes do Governo do Estado, em
face da sua experiência e atividade nessa área. A comunidade
da Igreja Batista do Cordeiro é abençoada por tê-lo como
Pastor neste período de interinidade.
116

Um comentário:

  1. O texto acima definiu bem o grande homem que é o pastor Miqueias posso dizer que sou um destes filhos e que tenho muita alegria em poder ter o conhecido. Como DEUS foi bom para mim podendo mim colocar em meio das amizades deste grande homem. Sou pastor da Igreja Batista Filadélfia em Vertente do Lério/PE e nos sentimos muito honrados, em poder ama-lo como pai, amigo em todas as horas.
    Pr. Jurandir Ribeiro

    ResponderExcluir